Como saber se a bateria e o alternador estão com problemas?

Como saber se a bateria e o alternador estão com problemas?

Geralmente, quando o carro nãoquer dar partida ou sua parte elétrica simplesmente deixa de funcionar, pode setratar de algum problema no alternador ou na bateria que pode ser identificado de forma relativamente rápida.

Com as dicas que separamos hoje,será mais fácil para você identificar o problema e resolvê-lo da forma maistranquila possível! Confira:

* Verifique se há equipamentos doveículo apresentando algum problema eletrônico – ele pode estar consumindo a bateria de forma prejudicial para suavida útil e para outros aspectos do carro de forma geral;

* Quando o motor gira comdificuldade ao se dar partida no carro e as luzes do painel diminuem ou vem aapagar, há uma alta chance de sua bateriaestar descarregada. Isso pode ocorrer quando o período de uso da bateria está próximo à época devencimento de sua vida útil (que normalmente é de cerca de 2 anos) ou por algumproblema no alternador;

* Caso a parte elétrica emitacheiro de queimado ou a luz do veículo esteja muito forte, deve ser verificadose o regulador está mantendo no limite máximo de tensão durante a carga, (quenormalmente deve ser de aproximadamente 14V). Isso pode levar a bateria e os componenteseletroeletrônicos a sofrerem uma sobrecarga, além de ferver o ácido da bateria, o que pode chegar a provocarseu vazamento;

* Se a lâmpada do painel ficarligada constantemente ou estiver piscando, isso pode indicar um problema noalternador ou em seu regulador de voltagem. Outro componente que requer atençãoé a correia que faz a ligação entre o motor e o alternador: por exemplo, se elaestiver rompida, a bateria não irárecarregar. Portanto, certifique-se de verifica-la caso observe esse tipo deproblema;

* Deixar componenteseletroeletrônicos em funcionamento enquanto o carro está desligado pode vir aesgotar a bateria. Nesse caso,muitas vezes, recorre-se ao procedimento popularmente conhecido como “chupeta”,que consiste em conectar a bateriadescarregada à de um outro veículo (ligado) através de cabos de forma que aenergia possa ser transferida de um carro para o outro. Apesar de comum, esseprocedimento não é recomendável, pois é uma prática meramente corretiva e nãosolucionará o problema da bateria deforma efetiva. Se precisar utilizar desse recurso, carregue a bateria apenas o suficiente para que ocarro possa ser levado até uma oficina mecânica;

* Caso o alternador apresenteruído ao se acelerar o carro, pode ser indício de correia com defeito, muitotensionada, ou até mesmo defeito no rolamento do alternador. Dependendo docaso, pode até mesmo ser necessária a substituição do alternador;

* Baterias novas possuem vasos selados e tem um visor indicador de seu nível de ácido. Quando verde, a bateria automotiva está em estado; quando preto, é necessária a substituição da bateria. Fique atento a esses fatores, pois se a carga da bateria vir a zerar, ela será inutilizada e pode até mesmo causar certos problemas mais sérios, como desativas o veículo em pleno movimento.

Os pontos que destacamos sãodiagnósticos simples e não substituem a avaliação que pode fazer umprofissional capacitado em uma loja de confiança. Se tiver dúvidas sobrerealizar com qualquer um dos procedimentos aqui citados, não arrisque e entreem contato com uma pessoa qualificada.

Lembre-se também de verificar constantemente os componentes de seu veículo e adquira somente produtos de qualidade (como as baterias moura, por exemplo). Somente assim você consegue ter a certeza de que seu veículo estará em boas condições de uso.

Possui mais alguma dúvida sobre como saber se a bateria e o alternadorestão com problemas? Entre em contato conosco!