Carro parado na quarentena: veja como preservar a bateria

Carro parado na quarentena: veja como preservar a bateria
Spread the love

O isolamento social causado pelo novo coronavírus fez com que muitas pessoas mudassem a rotina. A principal delas foi o trabalho remoto e o ensino a distância. Por causa dessas alterações, as ruas ficaram mais vazias, diminuindo o fluxo de veículos em várias partes do mundo.

O período em casa faz com que os automóveis fiquem parados mais tempo na garagem. Porém, o que muita gente não sabe, é que esse tipo de comportamento pode trazer diversos problemas para a bateria do veículo.

Isso ocorre porque, mesmo com o motor desligado, a bateria continua descarregando para que as funções indispensáveis do automóvel operem sem problemas.

Uma forma interessante de evitar a descarga do componente é não ligar o cabo negativo. Ele deve ficar desligado por um período entre dez a 30 dias. O prazo correto depende da vida útil restante de cada bateria.

Após o término do prazo, você pode reconectar o cabo. Além disso, é necessário dar a partida no motor semanalmente. Uma vez a cada sete dias é o indicado. Durante esse processo, deixe o veículo ligado por 15 a 30 minutos. Dessa forma, o alternador consegue recuperar uma parte da carga que foi perdida.

Por motivo de segurança, dê a partida em lugares arejados. Assim, a circulação e a saída dos gases de escape são executados sem problemas.

Importância da descarga semanal

Após a leitura deste artigo, coloque em sua agenda para dar essa carga semanalmente. Ela é importante porque nem mesmo a remoção do cabo negativo impede a fuga de energia.

É fundamental deixar claro que esse componente é um aparato eletroquímico e contém uma particularidade que é denominada de descarga espontânea. É um processo que causa perda de força de partida do automóvel após um determinado tempo, mesmo que o cabo negativo esteja desligado.

Esse fenômeno ocorre de acordo com a vida útil da bateria. Se ela for nova, o processo é mais lento.

A questão é que, ao desconectar a bateria do sistema elétrico, são feitas várias modificações no automóvel, como data e hora. Em outras palavras, eles são “zerados”. Por isso, é essencial reconfigurá-los novamente.

O ambiente onde o veículo fica estacionado não pode ser ignorado. Você só deve desconectar o cabo negativo caso o automóvel esteja em um lugar seguro. Outro ponto importante é que ele não pode estar exposto ao sol. Caso contrário, a descarga será mais demorada.

Motivos para trocar de bateria

A vida útil da bateria pode variar de dois a três anos. Porém, existem alguns sintomas que indicam o momento exato pelo qual é hora de trocá-la.

  • Motor de partida não arranca;
  • Os pistões do motor giram devagar;
  • A bateria está com defeitos, como vazamento ou corrosão;
  • Indicador de carga da bateria está apagado.

A bateria nem sempre pode ser considerada uma vilã do veículo. Se o automóvel apresentar alguma falha, recomendamos procurar ajuda de algum especialista para verificar se o problema é oriundo desse componente.

Se você pretende comprar carros pelos próximos meses, lembre-se de verificar a qualidade da bateria para fazer uma ótima aquisição.

Após descobrir como preservar a bateria do carro na quarentena, siga-nos nas redes sociais e conheça outras dicas que impactam na performance do seu veículo e na vida útil dos componentes do automóvel.