Acessórios que auxiliam a proteger sua moto de roubos e furtos

Acessórios que auxiliam a proteger sua moto de roubos e furtos

Quem já teve o veículo roubado sabe a dor de cabeça enfrentada. Ainda mais quando falamos sobre motos, que para muitos donos são muito mais que um bem a ser ressarcido, sendo uma espécie de parceira diária.

É isso mesmo, ela acompanha seus condutores em longas viagens, pequenos percursos pelo bairro e até mesmo em passeios no final de semana. E, além disso ainda existe a questão do seguro.

É gato que muitos motociclistas não contam com esse recurso. Alguns deles não possuem condições para financiá-lo no momento, enquanto outros ainda estão se decidindo se realmente vale a pena ter a moto segurada.

Isso porque existem casos onde a seguradora não aceitam determinados modelos de moto, principalmente aqueles que possuem baixas cilindradas. Por isso, uma alternativa bastante procurada são os acessórios para veículos que protegem de roubos e furtos.

Eles englobam desde itens bastante simples e baratos até aqueles mais sofisticadoe e, consequentemente, mais caros. O importante é saber que cada um possui sua finalidade, vantagens e desvantagens. Então, que tal entendermos um pouquinho mais sobre cada um deles? Acompanhe:

Correntes, cadeados e travas

Estes podem ser enquadrados na categoria dos acessórios simples e mais acessíveis. A princípio, amarrar sua moto em algum lugar pode parecer um método um tanto quanto ultrapassado.

Entretanto, utilizar correntes, cadeados e travas é uma técnica que possui o seu valor, uma vez que ela ainda é bastante eficiente, além de ter um baixo custo. Mas não pense que você pode utilizar qualquer tipo de correntes.

Existem aquelas que são feitas especificamente para motos. Elas geralmente não enferrujam, preservando assim a lataria de sua motocicleta e evitando possíveis arranhões na região.

A desvantagem é que, mesmo que você busque as correntes mais resistentes do mercado, sempre haverá um alicate com o poder de cortá-la. Mas ainda existe a opção de utilizar travas e discos de coroa.

Elas são menores, bem mais fáceis de transportar e, ainda por cima, mais difíceis de serem violadas. O piloto só deve tomar cuidado para não esquecer de retirá-la e se acidentar.

Alarmes

Os alarmes provavelmente são os primeiros acessórios que vem a cabeça das pessoas quando se pensa em técnicas anti roubo e anti furto. Geralmente eles emitem um sinal sonoro caso alguém tente mexer na moto.

O interessante é que muitos deles ainda contam com um sensor de presença. Assim,  a ignição é imediatamente bloqueada caso o chaveiro do alarme não esteja por perto. Apesar disso, vale lembrar que trata-se de um acessório muito mais caro que as correntes e travas.

Ainda, na hora de instalar, você deve buscar um que seja específico para motocicletas. Isso porque eles são menores e fabricados para suportar vibrações específicas das motos. Além disso, caso instalados de maneira incorreta, podem prejudicar a parte elétrica da moto, interferindo diretamente na garantia.

Rastreadores

Os rastreadores compreendem um sistema ainda mais sofisticado que os alarmes, sendo uma das maneiras mais eficazes de se prevenir contra o roubo de seu veículo. Mas esta eficácia toda não sai barato uma vez que eles também são os acessórios mais caros da categoria.

Resumidamente, o sistema funciona por GPS, radiofreqüência ou GSM, dependendo do modelo escolhido de rastreador. Alguns deles permitem que se visualize pela internet onde moto andou, em qual velocidade e também se o veículo está ligado ou não.

Também existe a possibilidade de se estipular uma espécie de cercado imaginário. Assim, se a moto sair do perímetro delimitado o motociclista é avisado por e-mail ou por mensagem de texto no celular.

Como dissemos, o serviço não é nada barato, e uma das principais desvantagens dele é a necessidade de ter de pagar uma mensalidade para o serviço de monitoramento. Entretanto, vale dizer que algumas seguradoras dão descontos quando o veículo possui rastreador.